Foto de cottonbro no Pexels

Uma coisa que incomoda tanto homens quanto mulheres é a questão da celulite. Isso porque as marquinhas que normalmente aparecem nas pernas podem ficar aparentes em roupas e incomodar esteticamente no visual.

Muitas pessoas acabam recorrendo a academia ou a dietas para que possam melhorar a aparência da pele, visto que as celulites são acúmulos de gordura que acontecem ao longo do tempo.

No entanto, as vezes esses dois fatores não são suficientes, o que leva essas pessoas a procurarem por clínicas de estéticas e realizarem procedimentos focados nisso.

Se você quer saber mais sobre o assunto, então continue lendo este conteúdo.

Quais as principais tendências no tratamento de celulites?

Quando o assunto é celulite, ela rende o que falar. Isso porque tanto famosos quanto anônimos sofrem com o problema. Tanto que algumas famosas resolveram assumir essa questão para o público e abraçar isso.

O motivo é simples, quando se abraça aquilo que é considerado como um defeito, este acaba sendo o primeiro passo para se viver bem e pleno.

A celulite ainda é um tabu na sociedade, pois qualquer imperfeição estética que uma pessoa venha a ter é considerada como um defeito. Sendo assim, a pressão pelo corpo perfeito ocupa tanto a mente de homens quanto de mulheres.

Mas, ainda que se assuma esse detalhe no corpo, ninguém precisa conviver com aquilo, e se existem formas de poder lidar e tratar essa questão, por que não as usar?

É isso que as clínicas de estética têm oferecido aos seus clientes. Através de procedimentos com equipamentos tecnológicos, as clínicas têm entregado opções de tratamentos eficazes a quem as procura.

Um dos aparelhos mais usados dentro das clínicas é o ultrassom. E diferente do que muita gente pensa, ele não serve só para os exames de imagem.

O ultrassom usado em clínicas de estética é diferente daqueles usados em hospitais. Ele tem fins estéticos e é usado para que se possa tratar as celulites, flacidez e perda de firmeza da derme.

O tratamento com o aparelho para celulite pode ser feito por profissionais de estética, enquanto que o de flacidez deve ser aplicado por médicos dermatologistas.

Há uma diferença e por isso é preciso estar atento aos profissionais que tem aptidão a aplicarem cada técnica.

Como que funciona a ultrassom na estética?

A ultrassom é uma onda mecânica que vai ultrapassando a pele, e tem como promessa quebrar as células de gordura. Sua realização é sempre feita com outros tipos de procedimentos, como por exemplo a drenagem linfática.

Além de fazer essa quebra de gordura, ela também acaba estimulando uma maior produção de colágeno.

Os profissionais explicam que o ideal é que, depois de fazer o tratamento com o aparelho, se faça atividades físicas para que se possa potencializar a queima de gordura.

Quando o aparelho é usado para o tratamento de flacidez, ele acaba provocando um efeito térmico para que se possa formar o colágeno, maior responsável por sustentar os tecidos.

A maioria das pessoas fazem cerda de 10 a 12 sessões para que o efeito possa ser visto, podendo incluir sessões de manutenção a cada três meses. Isso também depende muito do lugar onde o tratamento acontece.

Por exemplo, se ele é para a área do rosto ou do pescoço, então uma sessão já é o suficiente e o resultado aparece depois de três meses. Pode-se repetir esse tratamento uma vez ao ano.

Quais os cuidados por trás da técnica?

É preciso que se tenha atenção quanto aos cuidados ao fazer uso da ultrassom como um tratamento. O primeiro, claro, é saber escolher bem os profissionais que irão aplicar a técnica.

Isso porque, como vimos, há técnicas diferentes para cada tipo de coisa. Um profissional está apto a fazer o procedimento enquanto que a outra está apta a fazer outro.

Confira qual procedimento você precisa e se ele pode ser feito com fisioterapeuta ou dermatologista. Esse é o principal fator para que não se possa cair em golpes.

Checar a procedência do local também é fator imprescindível. Verifique se ele é suspeito, se atua segundo as regras de saúde pública, se tem renome e é conhecido.

Depois de ter isso visto e concluído, converse com seu médico sobre o uso de medicamentos que você tenha que fazer. Isso é importante para o tratamento.

Além disso, a pele não pode ter nenhum tipo de ferimento e as mulheres grávidas não podem fazê-lo de maneira alguma.

Também não se recomenda fazer o procedimento em quem possui alterações graves no colesterol e triglicérides, além de mau funcionamento do fígado

É bom lembrar que, ainda que o tratamento tenha eficácia, ele não é algo milagroso que promete remover 100% dos seus problemas. O tratamento tem como fim poder minimizar os efeitos sob a pele.

Sendo assim, dependendo de cada organismo, o tratamento pode ser mais ou menos eficaz. Ainda, o tratamento trabalha na melhora da pele. Porém, o trabalho depois de tê-lo feito para alcançar o resultado desejado é todo da pessoa.

O que mais ajuda a melhorar a celulite da pele?

Manter uma alimentação balanceada, fazer exercícios, cuidar do aspecto da pele com bons cremes, tudo isso ajudará a contribuir com o efeito alcançado pelo ultrassom.

De nada vale fazer investimentos em tratamentos se a pessoa não se compromete a cuidar do próprio corpo.

 A atividade física é um dos fatores que mais contribuem para que a aparência da pele melhore, não só a questão de celulite, mas também na flacidez e tonificação.

Conclusão

Por fim, vimos aqui como a tecnologia tem ajudado a desenvolver a área de tratamentos estéticos, principalmente inserindo aparelhos como os de ultrassom.

Há várias vantagens para quem deseja investir nisso e quer cuidar mais da sua saúde estética. Como o mercado de beleza tem crescido cada vez mais, as demandas têm se tornado cada vez mais altas.

Portanto, várias técnicas e tecnologias estão sendo desenvolvidas para que se possa alcançar o público. Nos conte aqui sua opinião sobre o assunto e se você já experimentou esse tratamento.

Rate this post

Similar Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.